“Duas pessoas, são duas verdades... Na verdade são dois mundos”.

Um divã público? Uma vitrine? Um palco? Um Jornalzinho de ofertas? Um pocket show de 140 caracteres?  O que seria o Twitter?
Talvez tudo isso, talvez nada disso, talvez tudo “junto e misturado” (programa do vascaíno sangue bom e gente fina, Bruno Mazzeo).
Tem gente que leva o Twitter a sério, tem gente que escracha! Tem gente que filosofa e tem gente que como em um parto, demonstra todos os erros sofríveis do Português.
Um “teaser” de 140 caracteres da vida real, uma bebiba engolida às pressas e sem gelo, um grito dos desesperados. Essas são as minhas definições sobre Twitter.
Não sou dona da verdade, nem ouso e nem quero ser. Sempre gostei da frase: “Duas pessoas, são duas verdades... Na verdade são dois mundos”.
Uma apresentadora do Canal da Gente, sempre lembra a seus FOLLOWERS: “Twitter não é MSN!” Concordo com ela. O Tuíte (palavra já encorporada no Aurélio) é a resposta do “What’s happening?”. Mas o Brasileiro e seu jeitinho, adaptou ele e o transformou em várias variáveis.
Twitter é um grito no silêncio!
“E cada qual no seu canto, em cada canto uma dor...”
E o Facebook está indo pelo mesmo caminho...

Nenhum comentário: