Poema de um coração partido
(Pro Priscilla Cardoso)

Hoje, as sombras preenchem um coração vazio e enquanto isso o amor está acabando por tudo o que fomos mas não falamos.
As cores do céu mudam e me fazem ver o modo que você me fez sentir viva e o modo que eu gostei de você           
Por todas aquelas coisas que nunca morreram e nunca irão morrer.
Eu desejo que durante a noite o amor te encontre e te faça enxergar determinadas coisas que a sua razão não foi capaz de ver.


E eis a minha proposta: Que tal agora? Que tal hoje?...
Será que eu me tornei tudo que eu estava destinada a ser?
E se o meu amor não acabar assim tão rápido?
E se o seu estiver perdido em palavras que você nunca conseguiu achar?
Eis aqui a minha proposta: Talvez o depois seja tarde demais, que tal agora?
As vez quando saio de manhã e o sol está batendo nos meus olhos, vejo que está na hora de começar um novo dia, uma nova fase, e acredito que esse meu coração partido ainda pode sobreviver com o toque de sua graça assim como o toque do sol que traz esperança a cada novo dia.
Deu ou dá uma vontade de falar: Agora que estamos aqui, que chegamos tão longe...
Apenas espere, não há nada a temer.

Nenhum comentário: