Desperte o homem que existe em você!




Há pouco mais de trinta anos o "macho homosapiens" está no paredão. Atacado e desprezado como o causador de todos os males do mundo e o responsável de todos os problemas das ditas minorias. Nesses trinta anos ele se viu transformado de exemplo em vilão. Ser um homem, macho, firme e forte passou a ser exemplo de algo a ser combatido pela esquerda raivosa, pelos grupos de defesa dos animais, pelos grupos de feministas e pelas professoras primárias. Em trinta anos ele deixou de ser o super-herói para ser o pior dos vilões. Ele foi obrigado a ouvir, ler, ver na televisão, que ele é desnecessário. Quase um estorvo.

E o que fez o homem nesse período? Atacado por todos os lados ele aos poucos foi se retraindo, buscando uma nova posição nessa sociedade que o rejeitava. Esses anos de ferro em que os ideais masculinos foram massacrados não sem motivos, coincidem com o período em que a sociedade se tornou mais cínica, mais egoísta e talvez até mais covarde.
Com medo de serem agredidos os homens das décadas de 70, 80 e 90 do século passado e dessa primeira década do século XXI (21) abriram mão de ser exemplo para seus filhos. Conceitos como hombridade, honestidade, respeito, masculinidade e honra, todos eles partem do ideário masculino, foram aos poucos sendo esquecidos e rejeitados. O que vemos é uma geração de homens que chegaram aos trinta anos como se ainda fossem adolescentes. É uma geração de moleques e não de homens. Moleques fazem filhos e não reconhecem. Moleques atropelam e fogem. Moleques não amam a não ser a si mesmos (ou talvez nem isso).


E onde entra o relacionamento nisso tudo? Bem, as mulheres estão cada dia mais percebendo o quanto ter um homem de verdade ao seu lado faz diferença e elas estão ficando mais infelizes com essa situação. Elas desejam ter um homem ao ado, alguém que tenha responsabilidade, que tome a frente numa hora de dificuldade e resolva os problemas junto. Elas desejam um amante que a satisfaça e que se preocupe também com seu prazer. Com um homem que lute para ser o mais forte em tudo o que faz e que queira ser um vencedor e não alguém que aceita a mediocridade e se conforma em não ser nada. A mulher deseja um homem e não um moleque. Essa é a verdade
Então, mais do que nunca, está na hora de os homens começarem a resgatar os valores masculinos e, com honra, coragem e virilidade buscarem vencer a luta da vida. Serem os melhores, os mais fortes e os mais bem sucedidos. Está na hora de ensinarmos aos nossos filhos que um homem deve ter orgulho de quem é. Está na hora de dizermos às nossas crianças que elas têm que ser fortes e buscar o sucesso e que esse sucesso elas vão alcançar com suor e esforço e que isso é o que faz um homem ser respeitado.

Nenhum comentário: