The mission

Escolhemos viver e escolhemos passar tudo que passamos.
Fugir dessas escolhas é não querer enfrentar a missão proposta por você mesmo.
Cada dia que passa somos testados em  nossas fraquezas.
Saber resistir e seguir fielmente nossa missão é um fardo muito pesado.
Mas que temos levar com compaixão e um sorriso no rosto.
Temos que  agradecer a cada segundo cada dificuldade e problema.
Neles é que nos tornamos pessoas mais preparadas.
Imagine uma vida sem problemas.
Você de eternas férias no planeta terra.
Sem projetar ou produzir algo.
Apenas divertindo e boiando na corrente...
Você cresce e morre sem ter feito nada de útil.
Sem contribuir em nada no mundo em que vivemos.
Querendo apenas alimentar seu umbigo ou diminuir sua dor.
Não importando com que está em sua volta.
No mundo que está em sua volta.
Apenas com o que conquista, com seus "brinquedos" tecnológicos ou de carne e osso...
O engraçado é que isso não é sinônimo de felicidade.
Aliás isso pode ser sinônimo de abismo.
Quanto mais se tem, mais se afunda...
O fundo do abismo é frio e escuro.
Não escolha ir pra lá.
A luz chega em qualquer lugar.
Mas lá ela é um feixe fraco.
Difícil de enxergar.

Nenhum comentário: