Desconfiança

Interessante como as pessoas são naturalmente desconfiadas. Seria instinto de conservação? Até que ponto isso é normal ou passa a ser fobia? Conhecer os outros também é importante para estabelecer limites. Mas como conhecer as pessoas se a maioria delas está isolada em seus recantos particulares de onde não saem nem para tomar sol?
Vivemos hoje numa sociedade fechada aos relacionamentos. Se morarmos num prédio de apartamentos, mal vemos alguns vizinhos nas reuniões de condomínio ou, esporadicamente, nos corredores ou elevadores. Bom dia, boa tarde, tudo bem?, etc... são diálogos curtos, objetivos e sem expressão.
No trabalho tudo é correria, dezenas de pessoas trabalham numa mesma sala e nem todas se conhecem pelo nome. A maioria está concentrada e centrada no acúmulo dos afazeres e as reuniões de confraternização são para abraços e beijinhos... e alguns esquecimentos (como é mesmo o nome daquele ou daquela?; onde foi que trabalhamos juntos?; sua família ainda é a mesma?).


E aquelas pessoas, com as quais conversamos por telefone ou e-mail. Como seriam elas, na verdade? Se temos fotos, sabemos, pelo menos, como são fisicamente. Mas e o resto, como seria? As informações que recebemos são sempre parciais e nos dão apenas uma idéia do todo que não sabemos de fato como seria na íntegra. Como seria avaliar a personalidade e o caráter de uma pessoa com informações parciais a respeito dela - comparando conosco?

Nenhum comentário: